Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nas Nuvens de Um Terceiro Andar

Seg | 04.11.19

Recordar a ouvir #29

Nuvem

"Eu não sei, que mais posso ser
Um dia rei, outro dia sem comer
Por vezes forte, coragem de leão
As vezes fraco assim é o coração
Eu não sei, que mais te posso dar
Um dia joias noutro dia o luar
Gritos de dor, gritos de prazer
Que um homem também chora
Quando assim tem de ser"

 

É de 1994  Mas continua a ser tão presente, que acho que poucos são os que não sabem a letra de cor! 

É um momento de Karaoke sempre que passa na rádio...certo? 

Dom | 03.11.19

Voltemos à amamentação...

Nuvem

Sim, continuamos a amamentar por aqui.

E sim, continuo a ouvir comentários muito negativos. Continuo a ter de lidar com alguns olhares horrorizados (e não estou a exagerar na palavra) quando digo que o Francisco ainda acorda para mamar de noite. Que eu sou louca...Que deveria enganá-lo com água (!!!) para ele se desabituar.

Continuo a tirar leite à hora de almoço no trabalho para estimular, apesar de ele já não levar para a creche. Bebe-o ao pequeno almoço connosco à mesa. Ele sente-se incluído e só lhe faz bem! Faço-o porque quero e porque continuo a ter prazer de amamentar o meu bebé.

 

Sinceramente, começa a cansar-me este tipo de comentários. É uma opção minha continuar. Enquanto fizer sentido para mim e para ele, porque não? Se eu continuo a ter tanto leite, porquê dar-lhe de outro quando tem este que lhe faz tão bem?

 

Também no trabalho sinto uma pressão em relação a isto, visto que continuo com o horário de amamentação. Mas...temos pena!

 

Até já tive de ouvir que só continuava a dar mama para não gastar dinheiro em leite.

Pudesse a inteligência comprar-se...

Sex | 01.11.19

Desafio de escrita dos pássaros #8

Escreve uma carta para a criança que foste

Nuvem

Nuvem.jpg

 

Querida Lara,

Antes de mais, quero dizer-te para continuares a ser a menina que és. Simpática, tão brincalhona mas sempre educada. És também teimosa...Mas é essa teimosia que te vai também tornar persistente... Não deixes que algumas pessoas que não valem apena te magoem…talvez um pouco menos de ingenuidade não te fizesse mal. Continua a acreditar nos teus, porque eles são mesmo os melhores! 

Não tiveste uma irmã de sangue e sei que nesta altura te sentes triste com isso...não estejas! A vida vai-te dar a melhor irmã que podes sonhar. A irmã que tanto queres agora para brincar contigo, vai aparecer daqui a uns anos e mudar a tua vida. Vai-te tornar ainda mais feliz e completa. E, acredita, vai valer apena a espera!

Quero também dizer-te que tenho muitas saudades tuas. Tenho saudades dessa inocência, do acreditar que tudo vai sempre correr bem. Tenho saudades dessa tua forma mais leve de ver a vida.

Acima de tudo, tenho saudades dos momentos que estás e ainda vais passar. Por isso, aproveita-os (ainda!) mais. Aproveita os momentos com a G., absorve tudo o que puderes dela... Toca-lhe mais vezes, tenta guardar mais o cheiro dela… vai-te fazer tanta falta

Quanto aos estudos, continua no bom caminho e vais ver que, não sendo o plano original, serás igualmente feliz. E estar junto dos teus, é algo que nos teus melhores sonhos dos próximos anos não te passa pela cabeça… mas confia no destino, acreditando que nada acontece por acaso

Daqui a uns anos, vais entender algumas das coisas que o pai e a mãe te dizem agora. E não, eles não têm sempre razão. Mas são mesmo os melhores pais do mundo e as pessoas com quem podes contar para tudo na tua vida. Por isso, aproveita os tão bons momentos que eles te proporcionam!

Por fim, daqui a uns anos vais encontrar um verdadeiro amor. Não o deixes nunca fugir… luta por vocês, porque valerá apena. As dificuldades vão ser algumas, os entraves também. Mas não desistas… porque, no fim, valerá tão apena e serão tão felizes.

 

No fundo, continua o teu caminho. E deixa que tudo corra como foi. Porque não sendo sempre bom, será extremamente perfeito!

 

Beijinhos!

Pág. 5/5