Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nas Nuvens de Um Terceiro Andar

14.01.21

Temos de confi(n)ar...

Nuvem
Andamos mais desaparecidos daqui. Pela falta de paciência para tudo isto. Para a falta de paciência para as atitudes de algumas pessoas. Pela falta de incoerência de medidas que não consigo entender.   Andamos assim. Desanimados.    O Piolho, esse, cresce a olhos vistos. Está muito falador, todos os dias diz algo novo e já começa a construir bem frases. Continua a ser bem mais feliz na rua e, por isso, temos aproveitado alguns momentos no parque, sozinhos.   Amanhã (...)
03.12.20

Não sei como vai ser o Natal...

Nuvem
  Não sei. Não sabe nenhum de nós. As medidas serão anunciadas daqui a uns dias mas, honestamente, já nem sei se fará diferença saber. A verdade é que não será igual. A verdade é que muitos de nós perdemos pessoas durante este ano que, por si só já seria difícil, mas devido a todos os constrangimentos nesse processo de luto, piorou esta falta. Nada será igual.   A verdade é que muitos de nós não abraçamos os que mais amamos há muitos dias, semanas. Meses.  Estou (...)
19.10.20

Perdemos-te.

Nuvem
Desculpem estes dias mais afastada. Mas precisei de me afastar. De respirar.   Perdemos o meu avô. Ao fim de 16anos de luta, partiu para, espero, estar mais em paz.   E dói. Mas dói mais ainda ver a tristeza no olhar do meu pai. Um olhar de quem acaba de ficar órfão. De quem já não tem pai nem mãe. De quem sente que a vida tal como a conhecia, nunca mais será a mesma.   E, de verdade, ninguém nos prepara para ver os nossos pais sofrer. Ninguém nos prepara para, nestes (...)
14.08.20

Será com certeza tarde demais...

Nuvem
O meu avô está numa Unidade de Cuidados Continuados. É doente oncológico há mais de 15 anos. Com várias intervenções  cirúrgicas pelo meio e com uma força gigante que sempre demonstrou, por agora, não há mais nada que se possa fazer, a não ser tentar atenuar a sua dor. É triste, dói, mas é a verdade. Está numa condição que precisa de cuidados permanentes, apesar de ainda ser autónomo. Todos sabemos que esta doença deixa marcas psicológicas. Que estes doentes (...)
08.06.20

Férias 2020

Nuvem
  Há um mês atrás achei que este ano já não haveria férias para ninguém. Logo este ano, que tínhamos imensos planos e que seria a primeira grande viagem do Piolho, o maldito do COVID-19 estragou tudo. Todos os planos foram para o lixo! Mas... a verdade é que nem eu nem o M. parámos de trabalhar (ele em teletrabalho, eu no hospital) e, perante tudo isto, estamos ainda mais cansados do que num ano normal. Para além de que o Piolho também ficou farto da nossa casa   Agora, (...)