Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nas Nuvens de Um Terceiro Andar

Seg | 13.03.17

Às vezes tenho muitas saudades

Nuvem

Ou melhor, tenho sempre, todos os dias. Mas há dias em que são mais difíceis de suportar. Quando vejo um filme ou uma série com a morte de alguém que se ama, lembro-me automaticamente dela.

As saudades não se dissipam. E não ficam mais fáceis de suportar, com o tempo. Não se atenuam sequer. Aliás acentuam-se. Porque quanto mais tempo passa, mais tempo passa sem ela. Já tenho mais tempo de vida sem ela. E essa ideia é difícil, tão difícil, de assimilar.

Mas ter tantas saudades é uma coisa boa. Porque só mostra que ela foi realmente importante, tão importante, na minha vida. E tenho saudades dessa pessoa. Mas também tenho saudades da pessoa que eu era com ela. Mais livre, ainda mais amada. Ainda tão mais feliz.

O meu maior medo é esquecer-me da voz dela. Porque é uma voz que eu reconheceria no fim do mundo.

Uma voz ternurenta. Uma voz de amor. Uma voz de mãe.

Tanta saudade ♡

7 comentários

Comentar post