Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nas Nuvens de Um Terceiro Andar

Qua | 22.07.20

Da importância do "desculpa"

Nuvem

7A2B0B92-B63E-43E7-A5C4-603F367D494C.jpeg

 

Na educação do Francisco um dos pilares que tentamos desde sempre incutir-lhe é o respeito pelo outro. Temos a certeza que será uma melhor pessoa se souber respeitar tudo e todos os que o rodeia. Queremos que saiba lidar com a diferença, sem desigualdades. Queremos que tenha respeito pelo mundo.

Outra das coisas que tentamos que ele aprenda desde muito cedo é o saber pedir desculpa. Mesmo antes de começar a falar, se magoasse algum de nós, mesmo de sem querer, ensinámos que tinha de pedir desculpa. Até agora, dizíamos que tinha de pedir desculpa e ele dava um abraço e um beijinho. Nos últimos tempos, até dava sem sermos nós a ter que dizer: desde que percebesse que nos tinha magoado ou feito uma asneira que nos deixasse triste, automaticamente se agarrava a nós para abraçar.

Ontem na brincadeira com o pai, aleijou-o mesmo. E o pai ficou a queixar-se e a dizer que ele não podia ser bruto e que tinha de pedir desculpa.

"Pupa, Pupa pai". Parámos os dois. Ele estava a dizer desculpa.

 

É muito importante ter-se a humildade de saber pedir desculpa. De mostrar que erramos como qualquer ser humano, mas que temos a capacidade de o admitir. 

Pedir desculpa é algo que para muita gente é extremamente difícil. Mas absolutamente necessário.

 

Hoje, soubemos que estamos no caminho certo. Sabemos que estamos a conseguir que ele perceba que aquela frase do "as desculpas não se pedem, evitam-se" é verdade. Mas não é  por isso que não tem de pedir na mesma.

2 comentários

Comentar post