Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nas Nuvens de Um Terceiro Andar

Sex | 28.02.20

Desafio de escrita dos pássaros #2.5

Acordas e tudo o que mais desejavas realizou-se: conta-nos o teu dia

Nuvem

transferir.jpg

"- Miguel já estás pronto?

- Sim, vamos! Passamos primeiro na Guida e depois vamos para os meus avós?

- Sim, não vai ser fácil arrancar o Francisco de lá mas vamos tentar chegar a horas ao aniversário do teu avô!..."

 

 

E o meu texto acaba aqui. Porque aquilo com que mais sonho, era ter cá a Guida e o avô do M., as duas pessoas que mais nos marcaram na vida. As duas pessoas que sei que iam amar mais o Francisco do que a si próprias. As duas pessoas que mais falta nos fazem. As duas pessoas que, apesar dos poucos anos que tivemos com elas, nos marcaram irremediavelmente para sempre.

Podia fazer um texto floreado a dizer que acordei e que tinha acabado a guerra no mundo, que tinham conseguido a cura para o cancro, que já não havia crianças a ser maltratadas... Tudo isso era o que todos queríamos ter como notícia ao acordar.

 

Mas isto é aquilo que me dói mais. É mesmo que o Francisco não tenha conhecido estes dois seres fantásticos. Que não tenha a sorte de os ter na vida dele.

Apesar de ter. Porque enquanto quem os ama for vivo, vai sempre fazer questão de os lembrar, de não os deixar cair no esquecimento.

 

E talvez este não fosse o texto que fosse suposto escrever, mas foi o possivelmente o mais verdadeiro.

11 comentários

Comentar post