Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nas Nuvens de Um Terceiro Andar

Ter | 27.04.21

Fomos à Madeira - parte #1

Nuvem

Fomos à Madeira e foi uma viagem incrível. Depois de um ano tão difícil para todos nós, ir festejar os 30 do M. e os nossos 16anos juntos era mesmo algo que queríamos. Acabámos por escolher a Madeira por termos a oportunidade de fazer a viagem em conjunto com a Mana e, por isso, não houve muito a pensar: marcámos e pronto!

maxresdefault.jpg

 

Viagens

Comprámos as viagens online e, apesar de não terem sido caras, no dia a seguir a termos comprado ficaram ainda mais baratas. Poderíamos ter poupado mas pronto. Estavam há três dias a subir e comprámos. Pagámos também um seguro caso acontecesse algo em termos de COVID-19 (achámos que mais valia). Para aproveitar a viagem ao máximo, escolhemos ir no primeiro avião da manhã (7h00) e vir no último (21h). A logística com uma criança de dois anos não se complicou em nada neste aspeto e não houve qualquer problema em levantar cedo ou deitar mais tarde. Eles têm uma capacidade de adaptação incrível e, a excitação de andar de avião pela primeira vez era tanta, que acho que ele nem precisava quase de dormir

Quanto à parte COVID-19, tanto para a Madeira como para os Açores, é obrigatório apresentar teste COVID-19 negativo (têm pontos onde fazer o teste ou fazem no aeroporto à chegada, tendo de cumprir depois quarentena até saída do resultado) OU se já estiverem vacinados não precisam de teste OU se tiverem tido COVID-19 há menos de 90dias também precisam apenas de uma declaração a dizer isso mesmo, a data de infeção e de alta da mesma. Estas informações são importantes e, podem consultar tudo no site do VisitMadeira.

Como fomos numa companhia low-cost, não tínhamos direito a bagagem de porão, apenas bagagem de mãe e de dimensões reduzidas mas até ajudou a destralhar e a levar apenas o que é preciso; não complicar e focar no que pode mesmo ser preciso. Não houve nada que nos tivesse feto falta que não estivesse nas malas pequenas..um ensinamento para futuras saídas!

 

Alojamento

Ao contrário do que talvez seja expectável, não ficámos alojados no Funchal. Ficámos na TheDockHouse, um alojamento local localizado no porto do Seixal, na zona norte da ilha. Um local incrível, onde se respirava uma paz que não é explicável em palavras. É um T2 super acolhedor, com todas as comodidades necessárias para uns dias incríveis na Ilha. Tem praia e piscina natural literalmente à porta. É um sítio simplesmente maravilhoso e que recomendamos vivamente!

O facto de não estarmos numa zona central não condicionou em nada a visita a toda a ilha porque, em abono da verdade, não se demora mais de uma hora ao ponto mais distante, por isso, voltar a este paraíso todas as tardes, era rejuvenescedor! Poder tomar o pequeno-almoço ou jantar ali, mesmo à beira-mar, não tem preço!

Há apenas uma questão a ressalvar: levar uma criança para um sítio destes é desafiante! É preciso ter cuidado porque, claro, eles querem é brincar mas estar ali junto ao mar é um receio. O Francisco de vez em quando queria ir sozinho para a rua e não podíamos deixar... nada que nãos e resolva e valeu bem o esforço!

O Seixal fica numa zona que geralmente tem alguma neblina e nem sempre se vê "sol firme e céu azul". Nós tivemos um tempo incrível todos os dias, com um calor abrasador e bastante convidativo para ir à água. Sempre roupa de verão e com calor mesmo assim... dizem que tivemos muita sorte!

 

Quanto a roteiros e visitas, fica para o próximo post que este já vai longo

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.