Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nas Nuvens de Um Terceiro Andar

Qua | 09.11.22

O Bullying das redes sociais

Nuvem

Cyberbullying_0.jpg

 

Estamos muito preocupados com o Bullying que é praticado nas escolas. Temos medo que aconteça aos nossos filhos, sentimo-nos impotentes perante um cenário que nem queremos que nos passe pela cabeça... Dizemos e alertamos para a educação que se dá às crianças..

 

Mas...

 

A educação é muito pelo exemplo. E, há muito tempo, que se constata o constante Bullying que é feito nas redes sociais. E, surpreendam-se, não é feito por crianças ou adolescentes. É feito por adultos. Adultos que também são pais e que apregoam a educação pelo bem. 

É inacreditável o número de relatos de coisas tão más, tão ridículas, que tantos escrevem nas redes de outros. Do tentar humilhar, do tentar deitar para baixo. E, pessoas que se sentem assim tão superiores, isto é Bullying. Não estou a ser exagerada, não há mesmo outra palavra para descrever este fenómeno a que temos vindo a assistir.

Se não gostam de determinada figura pública, porque a seguem? Porque se dão sequer ao trabalho de ler posts e comentar com maldade? Pensem...se na vida quando não gostam de alguém simplesmente não falam, então porque é que nas redes sociais, escondidos atrás de um ecrã, ganham esse "peito" todo para rebaixarem outros? Ou figuras públicas, ou recentes mamãs, ou pais que simplesmente estão todos os dias a lutar para serem bons...todos são criticados, por tudo e por nada... Há pessoas que estão deprimidas à conta das redes sociais. Realmente põem em causa o seu valor pelo que veem/ouvem ... que justiça há nisto? Quem somos nós para criticar quem quer que seja, para opinar sobre o. que quem quer que seja faz?

 

Não é bonito. Não é necessário. E, acreditem, esse é um dos fatores que não nos deixa seguir numa sociedade supostamente evoluída. Porque se é esse o exemplo que dão aos vossos filhos, como podem querer educar para a igualdade, para o respeito, para a empatia? Sororidade? 

 

Palavras tão bonitas, que se foram perdendo no tempo e tentam reavivar...mas não basta se falar nelas, tem de se agir. 

4 comentários

Comentar post