Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nas Nuvens de Um Terceiro Andar

Qua | 24.07.19

Os que amamos nunca morrem

Nuvem

"Lembro-me das minhas fraquezas
E eu conto-te como as tornei
nas minhas certezas
E quando no peito secar
O fogo que aquece o olhar
Procura por mim
Que eu vou no teu lugar
Eu vou levar-te
Nas tuas palavras
A máquina não pára
Escolhas o caminho que escolheres
Procura por mim
Mesmo quando tu te perderes"

Amor Eletro - Procura Por Mim

 

Há 17anos atrás, sofri uma perda irreparável. A maior até hoje.

Há 17anos ela partiu, depois de no dia anterior termos estado juntas e, à maneira dela, se ter despedido de mim. Na altura não o percebi mas agora, entendo que sim.

Se dói menos agora, passados 17anos? Não. Lamento mas não. Dói até cada vez mais. Porque as coisas tão boas que vou tendo na minha vida, não as posso partilhar com ela, quando sei que a faria tão feliz. Porque vou perdendo a memória de cheiros, de sons...e isso dói.

17anos se passaram. Mas não há um único dia que não pense nela. Não há um único dia que não sinta a sua falta.

 

Farei tudo para a perpetuar no tempo. O Piolho saberá que tive a melhor das melhores. Porque os que amamos nunca morrem. Enquanto forem lembrados, permanecem sempre connosco.

10 comentários

Comentar post