Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nas Nuvens de Um Terceiro Andar

19.07.19

É por isto que vale apena❤

Nuvem
Estamos juntos há mais de 14 anos, eu e o M. E não, claro que no início não sabia se ele seria o pai dos meus filhos. Mas soube, desde o primeiro dia, que ia ser alguém muito especial. Todos os dias me apaixono um bocadinho mais por ele. E, quando o vejo com o Piolho, parece que o meu coração rebenta de tanta alegria e orgulho. Ele é um Pai fantástico. Um Pai como há poucos, muito poucos. As gargalhadas do Piolho quando está com o Pai enchem esta casa de amor. As noites mal (...)
15.12.18

Cartas para ti #3

Nuvem
Meu amor, Estás cada vez maior. Como é cada vez maior o meu amor por ti. A cada nova façanha tua, a cada sorriso, a cada coisa nova, parece que se abre mais o meu coração para ti. Vejo-te crescer e quero que o tempo pare. Está a ir rápido de mais. Passaste de ser o bebé que dormia quase todo o dia para aquele que mal dorme e só quer atenção e brincadeira. Que ri muito e cada vez mais. Que resmunga alto e em bom som. Que já conhece mais do que a mãe e o pai. Sei que não (...)
11.12.18

De coração cheio ❤

Nuvem
A mana esteve cá este fim-de-semana. Não via o piolho desde que nasceu e veio visitar-nos. E que bom foi. Sei que será a melhor madrinha do mundo. Sei que ele poderá contar sempre com ela. E não imaginam a felicidade de ambos a brincarem um com o outro. O piolho desmancha a sorrir com ela..e ela fica babada que só visto. Escusado será dizer que o mimo também foi muito...mas sabem aquele velho ditado que diz "Quem meus filhos beija, minha boca adoça"? Só agora percebo o real (...)
03.12.18

Frases que ficam #11

Nuvem
Há 4anos, quando li este livro, o "Prometo Falhar" do Pedro Chagas Freitas, disse ao M. que ele já tinha falhado... Continua a falhar. Todos os dias. Na nossa relação e na relação com o piolho. É por isso que o amo ainda mais. Para sempre. Todos os dias! ♡
27.11.18

Cartas para ti #2

Nuvem
Meu amor, Ver-te chorar é mau. Ninguém nos prepara para isso. Nenhum livro nos ensina a lidar com a dor dos nossos filhos. É o sentir de uma incapacidade. É o sentir de uma inutilidade. Quando choras, e nesses olhos que são umas azeitonas tão verdadeiras, te vejo lágrimas, o meu coração pára. Ali, sei que o meu coração encolhe de cada vez que isso acontece. E o amor é isto. É ver-te sofrer e eu sofrer também. Ainda mais. Mas é também amar-te em cada lágrima. É o saber (...)