Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nas Nuvens de Um Terceiro Andar

28.03.22

Do que a maternidade me trouxe...

Nuvem
    Ser mãe. Há quatro anos, quando engravidei do Francisco, soube sempre que a nossa vida ia mudar. Mas acho que nunca estamos verdadeiramente preparados para o que nos traz. Se há algo que me deu, mais do que tudo, foi ainda mais empatia. E sempre fui sensível aos problemas dos outros, sempre fiz voluntariado...Mas depois de ser mãe, a empatia é ainda maior. O colocar-me no lugar de mães que neste momento não têm como o ser, o ver crianças que podiam ser os meus filhos, sem (...)
05.02.22

A 5 de Novembro...

Nuvem
Soube antes de saber. Porque uma mãe sabe sempre não é? Uma linha ténue confirmou aquilo que o meu coração me dizia mas que a minha cabeça tinha ainda medo de acreditar. Positivo.. O segundo positivo mais feliz da minha vida ♥️ E mais uma vez num dia 5. Descobri a 5 de Fevereiro que estava grávida daquele me ensinou o que é ser mãe. Nasceu a 5 de Outubro.🤍 Hoje, a 5 de Novembro descubro que estou grávida de ti. E já te amo tanto que nem sei como explicar. Já sinto o (...)
12.12.21

31!

Nuvem
31. Hoje. 12 do 12. Entro hoje nos 31 com o conhecimento do que me faz feliz. Com a certeza de que ainda tenho muitos sonhos por cumprir. Com a necessidade de lutar para mudar o que está mal. Com o sentimento de dever cumprido até agora! Com um sentido de justiça mais apurado do que nunca, mas também com o coração mais cheio de amor. Rodeada apenas pelos que interessam, sem pensar naqueles que decidiram, por eles só, ficarem pelo caminho e afastarem-se. Só faz falta quem está, certo? (...)
17.10.21

Ser feliz no trabalho..ou não

Nuvem
Gosto muito da minha profissão. Apesar de não ser a minha primeira escolha enquanto era aluna de secundário, rapidamente se tornou num caso de amor. Gosto muito do que faço. Dou tudo de mim em cada dia. Gosto de fazer bem tudo. Gosto de sentir que o meu trabalho contribui para ajudar a saúde de todos os utentes que por ali passam. Mas, há já algum tempo, que não me sinto feliz e realizada. Porque a equipa com quem trabalho, que me foi desiludindo pouco a pouco, deixou-me com (...)
21.09.21

O poder (de) fazer nada

Nuvem
O querer não fazer nada é um poder que cada vez mais não nos assiste. Hoje, numa sociedade de correria e em que o tempo de descanso é tão pouco, dizermos a alguém que vamos passar um sábado ou um domingo sem fazer nada é quase uma calamidade. Um erro crasso. Porque "temos de aproveitar quando está bom tempo, temos de aproveitar a vida e não deixá-la passar..." enfim, um sem número de argumentos completamente válidos, mas não reais.   Há dias em que temos mesmo de parar. (...)