Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nas Nuvens de Um Terceiro Andar

20.01.22

O amor une o que a idade separa!

Nuvem
O meu avô e o meu filho. 83 anos separam estes dois seres de luz. Nasceram em épocas tão distantes que, no seu normal, veem a vida de forma completamente distinta. Mas une-os o amor. O amor e a forma ingénua como ambos vivem. A ingenuidade normal numa criança e que, no meu avô, o torna único.  Entendem-se nas suas brincadeiras. Entendem-se no olhar. Entendem-se no amor. Vejo no olhar do mais velho o orgulho de ser bivô. O orgulho de ser bivô deste miúdo que é impossível (...)
23.10.21

A primeira vez nunca se esquece

Nuvem
Hoje, pela primeira vez, o Francisco não dormiu em casa. Foi a primeira vez, em mais de 3anos, que não dormiu aqui. Porque nunca foi preciso, e principalmente, porque ele nunca quis nem se sentiu preparado. A juntar a amamentação, nunca foi para ele opção. E sempre respeitámos isso. Por muito que houvesse dias muito cansativos e que os meus pais tentassem, ele nunca quis realmente. E respeitar o seu tempo foi sempre a nossa decisão. Há dois dias disse à avó que queria ir dormir (...)
05.10.21

3 anos do maior amor do mundo

Nuvem
  3 anos. Às vezes ainda é difícil de acreditar que o meu bebé, o bebé que tanto desejámos, já faz três anos. Têm sido três anos bastante emocionantes. Difíceis. Às vezes até desesperantes. Muito intensos. Ninguém nem nenhum livro nos prepara para o embate que e ser pais. Para  um amor arrebatador que nos consome. Para os dias de que muitas vezes parecem intermináveis.   Mas com tanto tanto amor, que sabemos que foram os melhores 3anos da nossa vida. O Francisco está um (...)
03.05.21

Muitos parabéns, meu amor!

Nuvem
A mãe. A que melhor me conhece. A mais incrível faz anos hoje. 55 de uma vida em nada fácil, nem sempre feliz, mas sempre vivida com honestidade e muito trabalho. A minha mãe é do caraças. Mesmo. Luta todos os dias como se não houvesse amanhã. Quando, nos últimos meses, lhe via a tristeza de quem queria tanto trabalhar e não podia, mas que NUNCA desistiu e olhou para a vida como uma oportunidade de usar o tempo para projetos antigos que tinha, fiquei ainda com uma maior certeza (...)
08.11.20

Sábado Perfeito❤️

Nuvem
Seguramente, há mais de um ano e meio, que não tínhamos um sábado passado exclusivamente em casa: ou porque temos de ir às compras, à praça municipal, aos avós, a visitar alguém...enfim, nunca conseguimos passar um sábado inteiro em casa.     Ontem, e porque o tempo também não convidava a sair, decidimos que ficaríamos em casa. Decidimos também que dedicar-nos apenas e só a brincar com o Piolho. Com o som da primeira lareira acesa deste ano, passámos o dia numa (...)