Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nas Nuvens de Um Terceiro Andar

Nas Nuvens de Um Terceiro Andar

O parto

Outubro 27, 2018

Nuvem

Percebi agora que ainda não falei aqui do parto, esse momento que tanto horroriza as pessoas!

Então, como o piolho não parecia ter pressa de sair, a minha obstetra marcou uma data limite. A partir daí, o parto seria induzido... Ora, eu fiz caminhadas enormes, subi e desci escadas, dancei zumba quase até cair para o lado e..NADA! O piolho estava ótimo cá dentro e não queria deixar de ser só meu!

Por isso, no dia marcado, às 9h da manhã, lá fomos nós para a maternidade com as malas na esperança de que a indução atuasse... Eu fui como estou agora, sem qualquer dor, apesar de até já ter dois dedos de dilatação. A indução foi feita e fiquei internada, sempre com o M. ao meu lado.

Só por volta das 14h comecei a sentir contrações a sério e, aí, quando fui observada pela minha médica, já tinha 4cm de dilatação..estava na altura de ir para a sala de partos e levar a epidural (porque essa era a minha decisão).

Fui e..bendita epidural. Respeito muito quem não queira levar, mas o alívio que senti quando começou a fazer efeito, valeu tudo, quando ainda por cima não doeu nada a levar!

O problema foi que às 18h os 4cm mantinham-se..a dilatação estagnou e comecei a ficar com medo que não avançasse. Valeu o M. estar lá para me acalmar (como sempre!). Às 20h tinha 6cm de dilatação mas o colo ainda muito duro e o piolho ainda muito em cima...e comecei a ouvir a palavra "cesariana". O meu mundo desabou...queria tanto que fosse parto natural! Fiquei mesmo com medo que, depois de tantas horas, o esforço não valesse apena! Os toques dos obstetras foram amiudando-se e, honestamente, já nem os sentia.

Por volta das 22h o meu sofrimento piorou porque, o piolho mexeu-se finalmente mas fez com que a epidural deixasse de fazer efeito...as dores tornaram-se insuportáveis. Mas felizmente a dilatação avançou e o anestesista apareceu para dar mais uma dose. Fui levada para o bloco de partos e, depois de três ou 4vezes a puxar, e com o M a entrar já no último segundo, o piolho nasceu às 23h05m. E, garanto-vos, quando o senti chorar e o vi, o meu mundo começou ali. O nosso mundo começou ali. Chorei de felicidade e soube, ali mesmo, que tínhamos o bebé mais bonito do mundo. Tão perfeitinho!

Foi o pai que lhe vestiu a primeira roupinha e garanto-vos que ele criou logo uma ligação enorme. É um amor sem fim!

Agora...para mim ainda foram algumas horas, mas dizem-me que para um primeiro filho, ainda por cima induzido, não foi quase nada. Há muitas pessoas que ficam 48h em trabalho de parto..eu acabei por estar pouco mais de 9h. Este piolho, apesar de não ter querido sair por ele, não foi mau para a mãe

Esta foi a minha experiência. Não há dois partos iguais e, de certeza que se eu tiver mais filhos, não será igual também. Mas ter o pai ao meu lado o tempo todo foi meio caminho andado para não desesperar e manter a calma. O M. foi espetacular...ok, ele é! Mas naquele dia, só me deu ainda mais certezas que seria o melhor pai do mundo!

Não pode ser tudo mau...

Outubro 26, 2018

Nuvem

Fala-se muito de como os processos burocráticos demoram neste país. Neste caso, só lia  como o pedido da licença de maternidade chega a demorar três meses a vir a decisão  e do abono da criança até um ano!
Porque cá em  casa gostamos de simplificar o mais possível, decidimos fazer isso online pelo site da segurança social direta. Ir para o balcão com o bebé tão pequenino não nos pareceu bem! Fizemos o pedido das licenças (minha e do pai) dia 9, 4 dias depois de ele nascer. O abono só podíamos fazer quando recebêssemos o cartão de cidadão do besnico, que só aconteceu esta semana. Claro que fizemos a contar só ter novidades, na melhor das hipóteses, no próximo mês.

Pasmem-se! Este mês já vamos receber licença (hoje!) e o abono já foi deferido ontem!

Então..nem tudo vai mal neste país. E há que enaltecer o que vai acontecendo de bom e bem feito!

A Amamentação

Outubro 24, 2018

Nuvem

AMAMENTAÇÃ_Dmytro_Vietrov.jpg

 (foto daqui)

 

Confesso que era das coisas que mais me assustava. Porque há imensos relatos de más experiências, são poucos os que corre tudo bem. Tive medo de não ter leite, de o meu leite não ser suficiente, de ele não conseguir mamar...enfim, um sem número de coisas.

Mas o meu filho é mesmo especial. Assim que nasceu e fizemos contacto pele a pele, ele pegou logo na mama. Sem problemas ou preocupações, começou a mamar como se sempre tivesse sabido como se fazia.

Nos primeiros dias às vezes não conseguia que ele pegasse logo; ou era a minha posição que não era a mais correta ou ele que também ainda se estava a ambientar... mas ele sempre mamou. No primeiro dia em casa, aquando da subida do leite, assustei-me. Fiquei com os peitos muito duros, até encaroçados. Tinha muito leite e ele não bebia tudo. Nesse mesmo dia, e perante o meu desespero com dores, o M. comprou uma bomba elétrica de extração de leite..e bendita seja! Foi um alívio enorme e continua a ser! É ótima, rápida e indolor!

Hoje em dia o Francisco mama muito e já não fico com dores no peito de estar cheio mas mesmo assim ele não bebe tudo e vou começar a congelar para guardar para eventuais saídas e, posteriormente, para levar para a creche quando eu for trabalhar. Enquanto houver do meu leite, é melhor do que o comprado.

Agora, e falando num assunto controverso: tiro prazer da amamentação? TIRO! É mesmo um momento especial entre mim e ele. Felizmente, nunca me magoou nem tenho dores nos mamilos como acontece a muitas mães. É mesmo um momento só nosso em que somos só nós dois o que importa. É claro que não se é mais mãe por amamentar. Não é isso. Mas que é um momento único, é. O pior? As pessoas não perceberem isso..que é um momento a dois, não a seis ou sete..quando há visitas em casa, eu bem que vou para o quarto dele para o amamentar..mas vão atrás de mim!!

O melhor? O piolho está engordar muito bem...na primeira semana quase 400g e esta 300g. Ou seja, o meu leite está a ser mais do que suficiente para ele..e isso é o que me deixa mais feliz. Vale todas as noites mal dormidas para lhe dar mama. Vale todo o choro. Vale tudo. Por ele, vale tudo!

Balanço dos essenciais da maternidade nestes primeiros dias

Outubro 23, 2018

Nuvem

- Next2Me: das melhores compras. Porque é tão cómodo tê-lo logo ali, para o sossegar quando é preciso ou só para olhar para ele quando oiço um som que me deixe em stress Dar de mamar de noite acaba por ser tão mais fácil porque nem preciso de me levantar, é só pegar nele! Qualquer berço de co-sleeping, acho que é dos melhores investimentos!

- Almofada de amamentação: anda comigo pela casa toda e, honestamente, nunca pensei que desse tanto jeito! O piolho já começa a pesar e é realmente uma preciosa ajuda para os meus braços não morrerem ao fim de minutos (sim, até porque ele chega a fazer mamadas de meia hora...). Continuo a achar uma exorbitância o que algumas custam. eu optei pela do IKEA e não estou nada arrependida!!

- Alcofa: outra coisa que anda comigo para onde eu for dentro de casa. Dá imenso jeito, ele dorme sossegado e eu tenho-o sempre comigo. Sim, podia deixar no berço e ver pela câmara, mas principalmente quando estou sozinha em casa fico mais descansada de o ter ao pé de mim.

 

Estas têm sido mesmo três das coisas que mais usamos. Estamos agora a começar a colocá-lo na espreguiçadeira..vamos ver como corre! De resto, amor e muito namoro por este ser que me arrebata o coração todos os segundos!

 

 

 

Há coisas que nunca vou entender

Setembro 29, 2018

Nuvem

Nos últimos tempos temos assistido a casos impensáveis de crimes hediondos. Mas o pior é ver que, quem mais deveria amar a pessoa morta, foi quem a matou.

Foi uma filha adotada que veio para a TV apelar para que a ajudassem a encontrar a mãe desaparecida e, no fim, tinha sido ela a matá-la, por dinheiro.

Agora, a mulher de um homem desaparecido mais de um mês que depois de apelar e cartazes por todo o lado...matou-o com a ajuda do amante.

Afinal, o que é isto? A loucura está a alastrar? Será que o discernimento já não existe? Porque é que matar começa a ser a solução para os problemas de toda esta gente?

Isto assusta-me. Verdadeiramente. Porque começo a acreditar que não conhecemos verdadeiramente ninguém, que as pessoas conseguem mostrar o seu pior mesmo quando achamos que não o têm.

Não sei quanto a vocês...mas isto a mim realmente assusta-me.

 

Ser sincera magoa(-me).

Setembro 27, 2018

Nuvem

Sou daquelas amigas que faz tudo por quem ama. Pelos seus amigos. Faço mesmo.

As suas conquistas são sentidas por mim como se fossem minhas! De verdade!

Mas quando acho que estão a errar também sou a primeira a tentar chamar a atenção..principalmente quando está em causa a sua saúde. Não posso concordar com um ocultar de estado de saúde para conseguir um emprego, que pode pôr em risco a sua saúde.

Disse-o. E fui chamada de negativa. E fiquei triste...e saí de mansinho. Desejei sorte para o processo de recrutamento e desejo, do fundo do meu coração, que consiga entrar e que a mentira valha a pena. Desejo estar errada. E não vou perguntar nem dizer mais nada...

Fiquei triste. Estava "apenas" preocupada. Mas já devia ter aprendido isso, que sou eu que acabo por sofrer.

 

E sim, talvez as hormonas da gravidez também não ajudem. Mas, neste caso, acho que ia ficar triste mesmo que não estivesse grávida.

Estamos nas 37❤

Setembro 12, 2018

Nuvem

E ao fim de 37 semanas acho que já me atrevo a dizer em voz alta...tive uma gravidez santa!

Engordei até agora nem 9Kg. Não tive nunca azia e vomitar só duas vezes que me parou a digestão e não pela gravidez.

Vou muitas vezes à casa-de-banho, é verdade, mas não faço retenção de líquidos. Obviamente que não me sinto bem com calçado apertado e já tirei a aliança (mais por precaução), mas quem olhar para mim e não vir a barriga não diz que estou grávida. Aliás, todos me assustavam a dizer que ia passar muito mal com o calor na reta final da gravidez, que tinha escolhido mal a a altura...Pois que não passei pior que todos os outros anos nesta altura. Bebi e bebo bastante água (como sempre faço) e tenho-me sentido bem.

Durmo todas as noites, pelo menos, 6h seguidas. Esta, dormi quase 9h. Porque tenho muita vontade de ir ao WC durante o dia, mas durante a noite vou no máximo uma vez!

O piolho mexe muito durante o dia, mas nunca me magoou. Nunca se "espetou nas costelas" como tantas vezes me disseram! Não me acorda de noite por mexer e normalmente começa a mexer depois de eu falar com ele de manhã (não há como não estar apaixonada por ele!).

Não tive diabetes gestacional, a tensão foi estando controlada (mesmo eu tendo apetência para tensões altas) e as últimas análises deram negativo para streptococcus. Tudo fantástico portanto.

Agora, às 37semanas, claro que o que já sinto é cansaço. Já me custa estar muito tempo de pé seguido ou andar um dia inteiro de um lado para o outro..mas a 3semanas do fim do tempo acho que é o mais normal!

Sei que esta não é a realidade da grande maioria das grávidas...aliás, as que fazem aulas comigo quase me matam quando digo isto, mas achei que era importante partilhar e mostrar que as gravidezes não são todas iguais e que podem ser 9meses perfeitamente normais, sem grande stress ou complicações!

Não sei como vai ser quando nascer..mas sei que tive uma gravidez fantástica! Se vai deixar saudades? Acho que sim... mas a vontade de o conhecer já é maior do que tudo!❤

Quando a Amizade é maior

Setembro 04, 2018

Nuvem

naom_5b86e5b3024cf.jpg

Muito se tem falado nestes dias da transferência da Cristina Ferreira para outra estação de televisão. Muito se tem falado de "deslealdade" e de "traição".

Ela não traiu ninguém, muito menos as pessoas de quem mais gosta. Quando o público em geral soube, as pessoas dela já o sabiam. Há muito. Já tinham feito o "luto" e já estavam a apoiá-la a 200% numa decisão que, boa ou má, foi dela.

A revista deste mês é exatamente sobre isso. E é muito boa de ler. Porque mostra que a amizade é verdadeira, é maior o que tudo. É maior do que o tempo ou o espaço que nos une ou separa. Há poucas amizades assim, principalmente nesta área em que todos são contra todos.

É bonito de ver. Mas, acima de tudo, é verdadeiro. E por ser verdadeiro, é do mais bonito que se pode ler.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D